Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

Envelhecer a olhos vistos

À hora a que este post vai entrar, vai tocar o meu telemóvel para eu me levantar, ultimamente, mais concretamente no último mês tenho comido kilómetros, para lá para cá, hoje olhei no espelho e pensei que o tempo tem passado por mim a uma rapidez vertiginosa, a vida está mais acelerada, nas grandes cidades vive-se sempre a correr e o tempo vai passando, dia após dia, quando damos conta estamos outra vez no Natal, a seguir vem o ano novo, e o corpo vai ficando mais velho, cada vez que acordamos de manhã temos mais um dia para viver e menos um dia para viver, e vida só temos esta (eu não acredito noutras vidas depois da morte, acho egoísta), como poderei eu saber, como a viver? se me deixar ir nesta onda, onde acabamos por consumir, para  satisfazer necessidades por nós sentidas, mas serão elas assim tão necessárias?, já repararam a que velocidade as novas tecnologias evoluem?, e nós sempre na corrente, a querer o ultimo telemóvel, o ultimo portátil , a ultima consola, a ultima máquina de filmar, etc...chegamos ao ano seguinte e tudo isto está desactualizado (ou quase, ou então só está na nossa cabeça), e quantas vezes parámos (eu pelo menos) para pensar que o meu estilo de vida está correcto? se tenho vivido bem? se vale a pena continuar assim, ou se devo mudar? estes dias olhei mais um pouco para a vida longe das grandes cidades, sei que não têm tantos centros comerciais, mas terão eles necessidade disso?, sei que não é fácil para os jovens nestes meios começarem uma vida, o emprego é pouco e são "obrigados a fugir" para as grandes cidades, eu já tenho 35 anos, e começo a pensar que um dia quero acabar por viver assim, longe da confusão, sentir o ar do campo, acordar quando me apetecer, sem ser ao som do telemóvel de ultima geração, estar em contacto com a natureza em vez de estar pregado em frente ao écran, comer uma "tronchuda" plantada e regada por mim, sentir as horas passar, eu acredito que as pessoas que vivem no campo não sentem o tempo passar da mesma maneira do que as que vivem nas grandes cidades, acredito mesmo, não digo que tenham vida fácil, não será certamente, mas só tenho uma vida e gostava de provar as duas coisas, o stress da cidade, e a "pasmaceira" do campo. Estarei errado? toca a comentar. Hum, será que os comprimidos para o "chip" da cabeça, estão a desligar a "pouca" inteligência que nela havia? Talvez sim, talvez não.

Vão-me desculpar, mas este post tem o video da praxe.

 

 

música: Frantic-Metallica
publicado por Rolandowsky Rasgakus às 05:00

link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Ana (Espinho) a 3 de Dezembro de 2007 às 09:36
Caro Rolandowsky,
Eu vejo as coisas de forma um pouco diferente... Eu SÓ tenho 35 anos, aínda me falta muito para viver e aprender (e também ensinar áqueles que para já dependem de nós).
Para dizer a verdade , ao contrario do que se passa habitualmente, este ano ao completar mais um senti-me lindamente... aínda não perdi a vivacidade e alegria dos 20, mas já conquistei alguma serenidade dos trintas.
Conselho... Troca o "já", pelo "só" e vais começar a sentir-te bem no "alto" dos teus 35.
Bjs
De Mestre a 3 de Dezembro de 2007 às 16:21
Meu caro

Já a pensar na reforma... e como um elefante. Li algures que os elefantes retiram-se para morrer longe da manada (isso se não forem caços antes).
Então a ideia é a seguinte:
-curte cada minuto que possas;
-não precisas de te retirar para pôr as ideias em ordem (o carro serve);
-aproveita para passares cada bocado que possas com quem gostas e fazer o que gostas;
-nos fins de semana prolongados ou ferias passa uns dias no campo;
-em relação á agricultura, experimenta em vasos e vais ver que até teres algum proveito tens muito trabalho;
-quando te fartares de algo, tenta arranjar alguma coisa parecida mas que te mantenha ocupado com quem gostas (amigos, familiares, etc)
Aquele abraço
De A Tua Amiga a 3 de Dezembro de 2007 às 17:21
Eu não acho que sejas velho.
Uma pessoa com a tua idade não é velha. É adulta, vá.
Pelo menos não tens varicela...

Eu já vivi no campo e na cidade, e prefiro, sem dúvida a cidade.

O campo é muito bom para crescer, as pessoas em geral também são mais puras e felizes, mas a verdade é que se até hoje (infelizmente) os campónios são motivos de piadas e tudo e tudo e tudo, e por um motivo que também salta à vista: as hipoteses de desenvolvimento intelectual e cultural são bem mais escassas.

Eu andava todos os dias 2 kilometros para chegar à escola mais perto de casa, não tinha bibliotecas, e ler, naquela altura, era considerado "perda de tempo", diziam-me para deixar de ser "marrona" porque era mais importante aprender a cultivar os campos. Esse tipo de coisas.

Desde que mudei para a grande cidade (Porto) culturizei-me imenso e hoje não trocaria este modo de vida.

Tenho livros, teatros, museus e tudo que preciso para me manter culta e fina ;)

Bjo

Comentar post

*Eu

*pesquisar

 

*Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

*posts recentes

* 14 Fevereiro

* Norticias

* 80

* Más linguas

* Astrologia

* O fim, tão perto.

* A mala da Pepa

* 2013

* Cá está ela...

* O Gasparzinho

* Por Favor

* O tal capitalismo

* Ás vezes...

* Trocas

* Preciso de férias

*arquivos

* Fevereiro 2013

* Janeiro 2013

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Setembro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Junho 2012

* Maio 2012

* Junho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

*tags

* todas as tags

*links

blogs SAPO

*subscrever feeds