Sexta-feira, 13 de Julho de 2007

6ª Feira 13

Fim de tarde de Junho, o sol brilha, corpos procuram apanhar o máximo de raios de sol possíveis, o verão chegou tarde e é hora de começar a trabalhar para o bronze, mas não é por esse motivo que o Ernesto está ali parado à beira mar com a cabeça enterrada entre os dois punhos, a cabeça dele neste momento fervilha, não pode acreditar que é mesmo verdade, sempre achou que a ele isso nunca iria acontecer, durante anos jogou com a vida acreditando que tinha nascido imune, mas agora já não há nada a fazer, acabara de ser pai acerca de um mês e de repente o mundo desabou-lhe em cima, seguira o conselho do seu colega Filipe, e fora com ele fazer um teste de rastreio de HIV e acusara positivo, durante anos mesmo muitos, nunca parou de rolar com tudo o que tivesse uma racha entre as pernas, era precisamente ali naquele sitio que as levava à noite e ficava horas a encher chouriços até as convencer a “baixar a cuequinha ”, depois disso estipulava o prazo de um mês até conseguir ou não “desentupir-lhes o cano da banca”ao fim desse tempo deixava-as e partia para nova conquista, mas isto não era suficiente, além de ter em casa uma mulher fogosa sempre disposta a “ir aos treinos”, ele tinha o vicio de parar sempre que via uma prostituta de rua, sempre gostou de “bicos” e “tomar banho de pijama” não era para ele, nesta fase do campeonato já se pode dar até ao luxo de ir ao Jornal e escolher por “15 beijinhos” um “O…ao natural”. À tempos numa conversa após um típico almoço de vendedores à sexta-feira, que é como quem diz, de tarde já não se faz nada, ele contava que usava como pretexto para sair à noite ir à pesca (e ia, mas os peixes eram outros), acerca de um ano andava ele a tentar convencer uma amiga a virar-lhe as costas para ele lhe “desentupir o cano da banca”, mas esta amiga ia sempre ter com ele juntamente com outra amiga que por azar começou a trabalhar no mesmo escritório de contabilidade onde trabalha a sua esposa e por isso passou a dormir no sofá, pois a língua pode ser utilizada para varias coisas mas quando se solta deita cá para fora algumas verdades que podem ser inconvenientes, nessa mesma conversa o seu colega Filipe disse, “Eu também não gosto de preservativos, e como sou demasiado rápido, não tenho problemas” um dos presentes riu-se como se de uma brincadeira se traçasse mas ele repetiu convicto que por ser tão rápido não havia problemas, então perguntaram-lhe qual era o tempo que o “bichinho da sida” demorava a acordar após a introdução do membro dentro de um buraco desconhecido e constantemente utilizado por outros membros, membros estes fartos de andar noutros buracos onde já andaram outros membros fartos de andar noutros e por aqui fora (façam as contas diria o Engº Guterres), Em que século estamos? Qual é a doença mais perigosa que se pode apanhar com uma relação sexual? Quanto vale a nossa vida? Para que servem os preservativos? De certeza que não é uma gabardina para o Zé Manel quando está a chover. Sabem quantas DST’s existem? Falta de informação? Não, lamento mas não posso concordar, concluiu.
É por isto tudo que neste momento, Ernesto está com pensamentos suicidas na cabeça, Como vou contar à minha mulher? Como a vou convencer a fazer um teste? E se der positivo? E se o nosso filho acabado de nascer também estiver? Mato-os aos dois e a mim de seguida, está decidido.
.
Para quem quiser estar informado sobre o assunto, clique aqui.
música: Ride The Lightning-Metallica
publicado por Rolandowsky Rasgakus às 00:01

link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Ana (Espinho) a 13 de Julho de 2007 às 11:07
Boas...
Infelizmente, o que acabas de descrever não se trata de realidade virtual, mas sim uma "virtualidade" a que realmente todos estamos sujeitos...
Não é falta de informação, não... É excesso de pobreza de espírito.
Eu sei por ando ando (por lado nenhum - que tédio...), mas por muito que me custe quando o meu companheiro vai de viagem, sou eu que lhe compro os preservativos... Não vá o diabo tecê-las...
E análises são exigidas com frequência!!!
Prefiro que me acusem de falta de confiança.. do que de excesso dela!
Um abraço

Comentar post

*Eu

*pesquisar

 

*Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

*posts recentes

* 14 Fevereiro

* Norticias

* 80

* Más linguas

* Astrologia

* O fim, tão perto.

* A mala da Pepa

* 2013

* Cá está ela...

* O Gasparzinho

* Por Favor

* O tal capitalismo

* Ás vezes...

* Trocas

* Preciso de férias

*arquivos

* Fevereiro 2013

* Janeiro 2013

* Novembro 2012

* Outubro 2012

* Setembro 2012

* Agosto 2012

* Julho 2012

* Junho 2012

* Maio 2012

* Junho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Agosto 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

*tags

* todas as tags

*links

blogs SAPO

*subscrever feeds